“Sou da paz, mas tenho voz. Paz sem voz, para mim, é medo”

25/10/2016 16:33

Venho lutando bravamente, tal como o Zumbi dos Palmares. Olho para meu passado e gosto do que vejo, apesar de muitos males que me fizeram. Olho o presente e protesto, contra a imagem falsa que muitos fazem de mim.

Posso um dia como “escravo” ter apanhado para valer, agora não estou revoltado, mas continuo a sofrendo. Se um dia foi sequestrado de minha terra querida, hoje sinto que estão tentando me roubar “tudo o que sei”’, mas continuo tranquilo e sereno.

Alguns querem me humilhar, querem que eu perca a calma, mas uma coisa é certa: A minha calma e o respeito, que eu tenho com as pessoas não irei perder. Já não podem me chicotear, mas ferem a minha alma.

Tentaram e tentarão me derrubar... Mas eu não me entrego não se engane não se iluda, continuo assumindo, os erros que cometi. Através da minha consciência e honestidade ensinadas por meus pais uma coisa eu aprendi: “Quem fala a verdade não merece castigo!”

Minha luta segue em frente, com coragem e persistência que a vida me ensinou e vai continuar me ensinando, e muito. Muitos dizem que sou inteligente e competente, alguns que sou burro e incompetente. Mas a batalha não tem limites, quer no campo ou na cidade, luto contra o preconceito e busco a verdade e igualdade.

A consciência das pessoas precisa ser despertada. O respeito e a humildade deve sempre prevalecer, pois toda a vida é sagrada. Durante as minhas visitas a diversas pessoas, ouvi as seguintes palavras: “Ivanor as pessoas têm sentindo e irão sentir muitas saudades de você, como político e funcionário da cooperativa”. Respondi a ela: tudo o que eu fiz de bom está relacionado ao foto de que o povo pagava o meu salário para que trabalhasse para eles (a) e, mesmo assim, se eu deixei de fazer ou fiz alguma coisa errada, peço desculpas.”

Durante o processo eleitoral de 2016, tinha como intenção não envolver na campanha, mas não consegui ficar de fora, optei por apoiar um dos candidatos, que, na minha opinião, foi o melhor administrador público de Cocal do Sul.

Inicialmente fui muito criticado por algumas pessoas contrárias a minha decisão, mas dentro dos argumentos verdadeiros de que o administrador deve ser moderno, honesto e competente, consegui convencer alguns eleitores de que o que é bom deve continuar, era pelo bem do povo Sul-cocalense para que nosso município continuasse sendo bem administrado.

Não vim a este mundo para competir com ninguém, nem querer ser melhor ou pior. Quem quiser competir comigo, perde seu tempo. Estou nesse mundo para competir comigo mesmo. Ultrapassar meus limites, vencer meus medos, lutar contra meus defeitos, superar minhas dificuldades, correr em busca dos meus objetivos, sempre buscando a felicidade! E tudo isso já me ocupa bastante o tempo.